top of page

O Harlem de Luke Cage

Luke Cage é o personagem principal que dá nome à nova série de super-heróis produzida pela Netflix. O protagonismo, no entanto, Cage acaba dividindo com um concorrente de peso: o Harlem. O bairro, conhecido por abrigar uma vibrante comunidade afrodescendente, é locação para o drama do fortão que não queria ser herói e, também, o principal elemento de construção da atmosfera e do charme da série. Ao longo de todos os episódios, são inúmeras referências à história, às tradições, à cultura, à música, às artes e às personalidades que compõem a efervescência do Harlem.


A escolha das locações não foi aleatória. Os cenários contam histórias e acrescentam densidade e veracidade à trama. Alguns dos locais percorridos pelos personagens podem interessar em um passeio pelo bairro.


Pop’s Barber Shop


A barbearia do simpático Pop fica no número 181 do Boulevard Malcolm X, na esquina da 119th St. Os moradores do bairro seguem preferindo e usando o nome original de Lenox Avenue. Essa região faz parte do Mount Morris Historic District, uma área de preservação histórica e arquitetônica com muitas casas em estilo vitoriano, igrejas de credos diversos e alguns espaços culturais.


 

Mount Olivet Baptist Church


Em estilo neoclássico, com colunas coríntias e grandes vitrais, a Igreja Batista Mount Olivet está apenas uma quadra de distância da barbearia do Pop. Originalmente, era o Templo de Israel, uma das sinagogas mais imponentes da cidade. Nas últimas décadas do século XIX, o Harlem abrigava a segunda maior comunidade judaica dos Estados Unidos. Muitos edifícios construídos para serem sinagogas hoje estão destinados a outros usos.


 

Jackie Robinson Park


Jackie Robinson foi o primeiro jogador afro-americano a participar da liga profissional de beisebol. O parque que leva seu nome ocupa dez quarteirões, é considerado um dos quatro parques históricos do Harlem, e uma verdadeira jóia para a comunidade. Desde sua construção, todos os esforços foram feitos para que opções de lazer e cultura estivessem ao alcance das crianças e jovens. Quadras poliesportivas, academia, piscina, playgrounds e programações com música ao vivo contribuem para a união entre os moradores do bairro.


 

United Palace Theater


Localizado no cruzamento da Broadway com a 175th Street, em Washington Heights, o United Palace Theater já esteve entre as mais luxuosas e opulentas salas de cinema construídas em todos os Estados Unidos. O Loew’s 175th Street Theatre era um dos cinco palácios de cinema inaugurados pela franquia Loew’s em Nova York e New Jersey no início dos anos 1930. Em 1969, o prédio estava abandonado e escapou da demolição ao ser comprado pelo Reverendo Frederick J. Eikerenkoetter II, que o transformou em uma igreja. Hoje conhecido como United Palace Theater, ainda abriga a congregação do Reverendo Ike e recebe programação cultural e de entretenimento para a comunidade.


 

Riverside Park


O Riverside Park começa na altura da 59th e vai até a 155th Street, seguindo sempre as margens do Rio Hudson. Foi projetado nas últimas décadas do século XIX por Frederick Law Olmsted, um dos idealizadores do Central Park. São muitas atrações ao longo de todo o parque, mas dois pontos no Harlem merecem destaque. O Riverside Valley Community Garden é um jardim com horta comunitária, cultivado pelos próprios moradores, aberto para a visitação. Fica no cruzamento da 12th Avenue com a 138th Street. O Cherry Walk, da 100th até a 125th Street, é um trecho colorido com lindos pés de cerejeira. Em 1909, o Comitê dos Residentes Japoneses doou 2000 mudas da árvore símbolo do Japão para a cidade de Nova York. Muitos exemplares sobrevivem até hoje enfeitando esse trecho do Riverside Park.





Σχόλια


bottom of page